Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Início » Colchicum autumnale

Colchicum autumnale

Casali

Colchicum autumnale

Autores: V. W.D.Casali, F. M.C.Andrade, E. S.M.Duarte

Livro:  Acologia de Altas Diluições

A preparação básica é feita com o bulbo fresco da planta “cólquico” ou “alma das juntas”, ”lirioverde”, “açafrão bastardo”, família Liliaceae.

Palavra chave:
Gota. Distúrbios digestórios. Repugnâncias. Mucosa. Serosa. Animais sem apetite.

Tropismo Homeopático:
Sistema nervoso central, capilares, vias gastrintestinais.

Patogenesia
Sinais funcionais:
Congestão e inflamação da mucosa (principalmente do sistema digestório e rins), da serosa (pleura e articulações) com tendência a extravasão. Hiperestesia dos sentidos. Músculos com atonia e com prostração. Retenção de ácido úrico.

Sinais De Exaltação
Sensações: 
Alfinetes nas mãos e nos pulsos, ponta do dedo dormente, frio nas coxas após a menstruação (período), inchaço na vulva e no clitóris, choque elétrico.

Sinais Gerais:
Sonha com ratos. Frialdade interior com prostração. Pupilas desigualmente dilatadas. Variações na nitidez visual. Lacrimejamento. Visão embaçada após ler. Vê pontos no campo visual. Boca seca, língua ardente. O cheiro de comida causa desmaio (principalmente peixe). Secreção abundante de saliva. Sente frio no estômago. Desejo de consumir vários alimentos mas tem repugnância tão logo percebe o odor. Desejo de bebidas alcoólicas efervescentes (tipo champanhe). Abdome distendido (com gases) e com repleção. Distensão do colo intestinal. Defecação com dores com muco gelatinoso. Fezes contendo fragmentos brancos em muita quantidade. Dificuldade de evacuar mesmo percebendo fezes paradas no intestino reto. Urina escura e pouca, com sangue ou preta como tinta, com coágulos fétidos. Pulso fraco. Membros fracos com formigamento (até nas unhas). Articulações enrijecidas (ao andar os joelhos se chocam). Inchaço e frio nos pés e pernas. Incômodos por perceber choques (tipo elétrico) que atravessam apenas metade do corpo.

Sinais Físicos:
Prurido e dor nos ouvidos. Dor nos músculos da face (vermelha e quente) com formigamento. Dor no maxilar direito inferior. Dor na gengiva e nos dentes. Dor de estômago com gota. Barriga com queimação de fogo e com frialdade de gelo. Dor no fígado. Dor de cabeça: na fronte, nas têmporas, no occipício e na nuca. Dor no ânus (dor de ânus rasgado) com prolapso. Dores no braço esquerdo. Dores nos membros: tipo fisgada no frio, tipo dilacerante no calor. Dor nas costas (principalmente no lombo). Pontuações rosáceas nas costas. Erupção com papilas na face.

Generalidades
Agrava: 
Se perder o sono, se sentir cheiro de alimentos, se fizer esforço mental, do crepúsculo ao amanhecer, com movimentação.

Melhora: 
Inclinando o corpo.

Indicações
Quadros Comuns:
A) Reumatismo e Gota
a) Inchação nas articulações com sensibilidade ao toque, com fraqueza. Agravação pelos movimentos e à noite. Podem surgir sensações de pequenos choques elétricos no corpo (3D a 9CH).
b) Gota: crise aguda (1D a 7CH).
c) Deficiência na eliminação de ácido úrico com frialdade no corpo, fraqueza física e mental. Dores nas articulações e músculos (4CH).
B) Diarreia
a) Enterocolite aguda com frialdade, aversão a alimentos, evacuações com muco (gelatinosos e membranosos).
b) Cólicas intensas agravando com movimentos e com odor da cocção de alimentos (com náuseas e salivação).
c) Fraqueza mental e física (4 a 9CH).
C) Distúrbios Gerais – Maus efeitos da supressão das transpirações. Inflamação dos artelhos e do calcanhar (não tolera toques nem movimentação). Nefrite com inchação, com sensibilidade na parte renal, com pulso fraco e cefaleia. Endocardite devida a nefrite. Uma pupila fica dilatada e a outra contraída. Pouca urina e muito tenesmo. Abdome inchado com sensação que vai estourar de gases. Evacua apenas catarro (muco gelatinoso, membranoso). Vômitos pela manhã em grávidas. Pessoas idosas com reumatismo (embora sejam fortes elas ficam prostradas) (1CH a 30CH).

Quadros Animais:
Frialdade nos animais, apetite diminuído. Fraquezas com: flatulências, diarreias aquosas, vômitos e cólicas. Agravam com frio e umidade. 3CH, 5CH, 6D, 6CH.

Atenção:
É específico da membrana perióstea, das membranas sinoviais (articulações), dos tecidos musculares e das mucosas.

Homeopatias Sucessoras:
Carbo vegetabilis, Mercurius, Nux vomica, Pulsatilla, Sepia, Rhus tox.

Antídotos:
Belladona, Camphora, Coccus cacti, Ledum palustre, Nux vomica, Pulsatilla, Spigelia.

Duração:
14 a 20 dias.

Outras denominações:
C. commune, C. anglicum, C. radice.

Colchicum autumnale

Autor: Dr. S. R. Phatak 

Obra:  Matéria Médica Concisa

Generalidades:
Afeta acentuadamente os músculos; tecido fibroso; membranas serosas; juntas, esp. pequeno. Provoca relaxamento extremo dos músculos; a cabeça cai para frente ou para trás quando o paciente é levantado do travesseiro; os braços caem indefesos. O paciente está fraco, frio, (internamente), mas sensível e inquieto. As dores são, rasgando, cavando, desenhando. Dores pioradas por esforço mental e emoções, toque leve e vibrações. Muitas articulações são afetadas ao mesmo tempo. Pequenas áreas de dor intensa que mudam rapidamente, mas pouco inchaço. 
Formigamento, rastejando. Afecções cardioartríticas. Hidropisia. Hidropericárdio, hidrotórax; ascite, hidrometra. Tendência ao colapso; colapso úmido; devido à desidratação, ou seja, após vômitos repetidos ou purga. Choque de eletricidade em metade do corpo; movimento pior. Maus efeitos do luto; descomportamento dos outros; umedecimento; suor verificado; vigília noturna; estudo difícil. Irritável e sensível a impressões, odores fortes, etc. Afundamento rápido. Rastejando. Cada pequena dor dói terrivelmente. Bater os dedos do pé dói muito. Paralisia após supressão súbita de suor esp. de pé, ao se molhar.

Piora:
Movimento. Tocar. Noite. Bater os dedos dos pés. Vibrações. Clima frio; úmido. Em quarto úmido. Tempo em mudança. Outono. Esforço leve, (mental ou corporal). Alongamento. Suor verificado. Pôr do sol ao nascer do sol. Perda de sono. Cheiro de comida.

Melhora:
Cordialidade. Descansar. Dobrando. Sentado. Depois das fezes. Inclinando-se.

Mente:
Depressivo; irritável e sensível. Pode ler, mas não consegue entender uma frase curta. Memória fraca. Impressões extremas, como luz brilhante, odores fortes, contato, más ações dos outros o deixam fora de si.

Cabeça:
Rastejando na testa. Dor de cabeça opressiva melhor jantar, calor, ficar quieto.

Olhos:
Alunos desiguais. Dor dentro e ao redor do globo ocular, occipital. Lágrimas amargas. Variações na acuidade visual. Olhos meio abertos. Contração visível na pálpebra inferior. Visão turva após a leitura.

Ouvidos:
Audição muito aguda. Coceira nos ouvidos. Sente-se parado.

Nariz:
Narinas secas e pretas. cheiro morbidamente agudo; os odores nauseam até o desmaio, etc. Coriza obstinada.

Face:
Beliscado. Afundado. Formigamento e inchaço edematoso; bochecha vermelha, quente e suada. Dor atrás do ângulo da mandíbula inferior.

Boca:
Língua; vermelho brilhante, pesado, rígido e entorpecido, projetado com dificuldade. Glossite. Gosto; plano, amargo. A boca fica aberta. Fluxo de saliva com sensação de secura. Calor na boca com sede. Dor de dente pior frio e calor.

Garganta:
Muito muco esverdeado e fino na garganta; vem involuntariamente na boca.

Estômago:
Tem sede, mas detesta o cheiro ou a visão da comida; melhor deitado em silêncio. náusea; vomitando. Queimação ou frio gelado no estômago; com cólica. Desejo por várias coisas, mas avesso a elas ao cheirá-las. Quer águas gaseificadas ou bebidas efervescentes. Ovos discordam. Náusea e vontade de vomitar, causadas pela ingestão de saliva.

Abdome:
Distendido; contratos quando tocado; com incapacidade de esticar as pernas. Ascite, com dobra na região pubiana. Diarreia seguida de efeitos gotosos. Fezes; muito doloroso, ofensivo, colérico; de muco fragmentado, sanguinolento, gelatinoso, depois tenesmo ou espasmos do ânus. Colite mucosa; depois da disenteria. Disenteria outonal. Dores em cólica. Dores agonizantes permanecem por muito tempo após as fezes.

Órgãos urinários:
Mais urgência, mais descarga de urina. Urina; quente, muito colorido, aguado, frequente; sangrento, preto quase como tinta; sedimento negro. Albuminúria, diabetes. Nefrite.

Macho:
Edema do escroto.

Fêmea:
Frieza das coxas; após a menstruação. Sensação de inchaço na vulva e no clitóris. Inquietação febril no último mês de gravidez.

Órgãos respiratórios:
Peito parece espremido por uma mão. Tosse noturna, com jato involuntário de urina. Grande dispneia.

Coração:
Corte ou dor no coração; coração fraco. Doença cardíaca; após reumatismo. Hidropericárdio. Dispneia cardíaca. Pericardite. Pressão e opressão na região do coração caminhando melhor. Pulso, filiforme, imperceptível.

Voltar:
Ache melhor pressão e descanse. Tensão nos músculos cervicais sentida mesmo ao engolir. Dor violenta na região dos rins, melhor apenas deitado de costas.

Extremidades:
Membros frios. Alfinetes e agulhas nas mãos e pulsos; pontas dos dedos dormentes. Articulações vermelhas e inchadas; duro; reumatismo móvel; pior à noite. Inchaço do dedão do pé. Não suporto que seja tocado. Formigamento nas unhas. Articulações dos dedos distorcidas, dedos flexionados, mas em movimento constante. Os joelhos batem um no outro, mal consigo andar. Inchaço edematoso e frieza dos pés e pernas. Nádegas quentes.

Colchicum autumnale

(Cólquico)

Autor: Sr Nilo Cairo

Obra:  Guia de Medicina Homeopática

Sinonímia:
Colchicum commune, Colchicum anglicum e Colchicum redice. Pertence às Melanthaceae das Liliaceae. Pessoas reumáticas e velhas, porém fortes e robustas. Há sempre muita prostração. Tendência à hidropisia. Uma pupila contraída; a outra dilatada. Um grande remédio do ataque agudo de gota — 5 gotas de T. M. de 4 em 4 horas. Reumatismo, dores dilacerantes. Torcicolo. Fraqueza das partes afetadas Endocardite aguda simples. Pericardite. O cheiro da comida causa náuseas até à síncope; sobretudo o peixe, ovos e gordurosos. Um bom remédio para abrir o apetite. Urinação pouco abundante, com tenesmo. O abdome é imensamente distendido por gases, com sensação de estar prestes a arrebentar. Evacuações de puro catarro. Disenteria com retalhos brancos da mucosa dos intestinos. Apendicite. Disenteria do outono. Violento ardor e frialdade de gelo no estômago e no ventre. Dispepsia. Maus efeitos de velar à noite, sobretudo estudando. Um grande remédio do vômito matutino da gravidez; logo ao levantar, de mucosidades filamentosas: “Colchicum 2.ªx ou 3.ªx não falhará, nesses casos, nove vezes sobre dez, de aliviar a paciente.” (DR. J. LOISEAUX). Cura muitas vezes a hidropisia, depois que Apis e Arsenicum falharam. Pericardite brightica.

Remédios que lhe seguem bem:
Carbo veg., Merc., Nux, Pulsatilla, Sepia e Rhus.

Antídotos:
Bellad., Camp., Cocc., Led., Nux., Pulsat, e Spigelia.

Duração:
14 a 20 dias.

Dose:
T. M. à 30.ª. Contra as dores intensas do reumatismo, pode-se usar Colchicina 2.ª trit x.

logo-naturoergos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar Artigos
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Buscar por Autor

Veja mais Artigos