Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Início » Carduus marianus

Carduus marianus

Casali

Carduus marianus

Autores: V. W.D.Casali, F. M.C.Andrade, E. S.M.Duarte

Livro:  Acologia de Altas Diluições

A preparação básica é feita com a planta “Cardo Santo” usada na fitoterapia nos distúrbios do fígado.

Palavra chave:
Fígado, varizes. Metabolismo dos animais.

Tropismo Homeopático:
Fígado. Sistema porta. Metabolismo de carboidratos.

Patogenesia
Sinais Funcionais:
Congestão crônica e estase da circulação portal (veia porta) causando prisão de ventre (obstipação). Congestão do fígado (mais intensa no lado esquerdo com hipertrofia no sentido transversal). Congestão do baço. Hemorroidas.

Sinais de Exaltação:
Sensação de contração na parte superior das sobrancelhas e de cabeça pesada.

Sinais Mentais:
Esquecimento, estupidez mental.

Sinais Gerais:
Desânimo. Aversão a carne salgada. Plenitude do abdome. Dificuldade ao levantar. Fraqueza nos pés após permanecer sentado. Vertigem (tende a cair afrente). Pouco apetite. Náuseas.

Sinais Físicos:
Olhos com queimação. Dores tipo fisgada perto do baço. Dores no fígado. Fezes duras (na forma de caroços) alternando com diarreia e fezes amarelas. Prolapso do reto. Ânus com dor e ardência. Urina amarelo ouro. Respira como pessoa asmática. Dor de fisgada na costela direita. Dores do peito aos ombros passando pelas costas atingindo o abdome. Prurido na pele à noite. Varizes com úlceras. Dor na articulação e nos quadris atingindo as nádegas e abaixo da coxa (piorando quando curva o corpo).

Generalidades
Agrava :
Dores do peito com movimento.

Indicações
Quadros Comuns:
Congestão hepática crônica – Congestão do fígado. Congestão crônica (inclusive do baço). Fígado lento, sensível, doloroso (piora com pressão, movimento, após refeições e com cerveja). Gosto amargo. Evacuações escuras e duras (caroços pequenos). Náuseas ao apalpar o fígado, vômitos de bílis e vômitos ácidos.

Distúrbios diversos:
Tristeza, irritação, desânimo, fraqueza de memória, frialdade (principalmente nos joelhos). Prurido. Subicterícia, urina amarelo-ouro (sem depósito). Manchas amarelas no peito (esterno), língua vermelha nas bordas e na ponta, vertigens, úlcera nas varizes, dores nos quadris, cefaleia frontal. Fadiga após refeições com suores na testa e nas costas. Distúrbios do fígado.

Quadros animais:
Metabolismo de carboidratos. 1CH, 2CH, 3D, 4D.

Atenção:
Tem ação direcionada ao fígado. Nas mulheres a resposta é mais rápida. Crises de icterícia, nas indigestões causadas pela deficiência hepática, nas cólicas hepáticas. Distúrbios hepáticos da menopausa. Pedra na vesícula biliar (tomar prevenindo as cólicas). Cirrose. Asma das pessoas que trabalham em minas. Elefantíase. Quando o fígado piora estando a pessoa em pé.

Dinamizações:
3D a 6CH.

Carduus marianus

Autor: Sr Phatak 

Obra:  Matéria Médica Concisa

Nota do editor:
Carduus marianus é freqüentemente usado em homeopatia como um tônico hepático. A tintura-mãe Carduusmarianus é usada para congestão portal, pedras na vesícula, hidropisia, icterícia, cirrose hepática, etc. O medicamento homeopático Cardus não tem efeitos colaterais relatados. O nome botânico deste medicamento é Silybum marianum e o nome comum é MilkThistle. Pertence à família Asteraceae. A dose exata deste medicamento homeopático deve ser decidida pelo homeopata e dependerá da natureza da doença a ser tratada. Também é usado em potências mais altas de acordo com a semelhança dos sintomas.

Generalidades:
É principalmente um remédio para fígado e baço e para hemorragias devido a afecções desses órgãos, o que dá alívio. Atua nas veias causando estagnação sanguínea, varizes e úlceras. Doenças dos mineiros associadas à respiração difícil. Condições hidrópicas dependendo da congestão portal e congestão dos órgãos pélvicos. Abuso de cerveja. Debilidade, fadiga; pior comer e andar, com bocejos freqüentes. Costura, desenho, dores ardentes. Carduus marianus tem afecções hepáticas associadas a afecções pulmonares.

Piora:
Deitado do lado esquerdo. Cerveja. Comendo. Tocar. Movimento. Porões.

Melhora:
Sangrando.

Mente:
Esquece o que acabou de fazer. Hipocondríaco. Desanimado. Sem alegria.

Cabeça:
Dor de cabeça frontal maçante. Vertigem com tendência a cair para frente melhor por hemorragia nasal.

Olhos:
Queimação e pressão nos globos oculares.

Nariz:
Epistaxe, habitual em jovens psóricos.

Face:
Terroso, cinza amarelado ou florido. Lábio superior fraco.

Boca:
A língua tem centro branco, com bordas vermelhas recortadas. Língua fraca. Tem gosto amargo.

Estômago:
Pouco apetite. Náusea, ânsia de vômito e vômito de líquido ácido verde ou sangue. Aversão à carne salgada. Carduus marianus

Abdome:
Fígado, ingurgitado, inchado lateralmente doloroso à pressão; Icterícia. Pontos perto da região esplênica pioram na inspiração, ao se inclinar.Pontos no fígado pior deitado no lado esquerdo. Em Cardus marianus , as afecções hepáticas causam doenças pulmonares, causando hemoptise. Pedras na vesícula. Cirrose, com hidropisia.Distensão do abdome com estrondo. Diafragma alto. Constipação com fezes duras, difíceis, nodosas e argilosas. Pilhas hemorrágicas . Diarréia profusa por câncer retal. Melaen. Sensação de movimento nos intestinos na expiração, ao redor do umbigo.

Órgãos urinários:
Urina; turvo; amarelo dourado.

Fêmea:
Hemorragia uterina crônica, com desarranjo portal.

Órgãos respiratórios:
Carduus marianus tem dor no peito indo para os ombros, costas, lombos e abdômen, com vontade de urinar. Respiração asmática. Tosse; com pontos nas laterais do peito, com escarro sanguinolento.

Extremidades:
Dor na articulação do quadril, espalhando-se pelas nádegas e descendo pelas coxas, pior ao se inclinar, com dificuldade para subir. Pés fracos; ao sentar. Desenho de dor nas costas inteiras.

Febre:
Calafrio e febre, com icterícia.

Pele:
Veias quebradas ou trombosadas. Úlceras varicosas. Carduus marianus está relacionado com Calcarea; sanguinária

Carduus marianus

(Cardo marinho)

Autor: Sr Nilo Cairo

Obra:  Guia de Medicina Homeopática

Sinonímia:
Cinicus marianus e Silybum marianum. Pertence às Compositae. Grande remédio do fígado, do sistema da veia porta e das veias varicosas. Congestão da fígado, sobretudo do lobo esquerdo, com manchas hepáticas sobre o esterno. Icterícia. Gosto amargo. Dispepsia de fundo hepático. Cólicas hepáticas, as dores melhoram prontamente e frequentemente não mais se reproduzem. Parece agir melhor nas mulheres. Perturbações hepáticas da menopausa. Estado bilioso consecutivo à gripe. Náuseas e vômitos biliosos. Fezes endurecidas e de difícil expulsão. Litíase biliar: a dar nos intervalos das cólicas hepáticas, para preveni-las. Cirrose, com ascite. Abuso da cerveja. Asma dos mineiros. Veias varicosas. Úlceras varicosas. Elefantíase. Piora dos males ficando em pé.

Ponto de Weihe:
No ângulo anterior da 9.ª e 10.ª costelas do lado direito.

Dose:
Tintura-mãe, 3.ª x, 5.ª 6.ª e 12.ª.

logo-naturoergos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Buscar Artigos
Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors
Buscar por Autor

Veja mais Artigos